Júlio Pereira lança “Praça do Comércio”, um disco feito de histórias

Praça do Comércio” é o nome do novo álbum de Júlio Pereira, que vai ser publicado em dois formatos: LP e CD/Livro, lançado este dia 15, pelas 22H00, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

O novo trabalho junta vários músicos, sendo o núcleo central formado por Miguel Veras e Sandra Martins que tocam habitualmente com Júlio Pereira a que se juntaram o Luís Peixoto, Quiné, Luciano Vasconcelos, Diogo Duque, Quico Serrano e nos coros Luanda Cozetti, Mariana Abrunheiro, Inês, Teresa Melo Campos e Andreia João Lopes.

Também, no caminho, fui conhecendo e ouvindo outros artistas que prezo que acabei por convidar destacando James Hill, António Zambujo, Cheny Wa Gune, Olga Cerpa, Pedro Jóia, José Manuel Neto e Norberto Gonçalves da Cruz”, explicou o músico à SW Portugal.

Tal como tem acontecido com outros trabalhos de Júlio Pereira, o instrumento solista deste disco é o cavaquinho e, pela primeira vez, é tocado a braguinha em três temas.

Questionado sobre de que fala “Praça do Comércio”, o músico diz tratar-se de um disco “feito de histórias – conceito que sempre me acompanhou desde que faço discos instrumentais”.

É o terceiro álbum que faço com este instrumento e tem sido gratificante não só o desafio em si (compor num instrumento pequenino aparentemente limitado) mas também as questões que se levantam nos dias de hoje a nível do ”que tocar no presente”? É um facto que a urbanização da vida, da vida de todos nós, inevitavelmente recai sobre o que fazemos e, no meu caso, na música e nas histórias que faço com ela. Sem dúvida que é a maior diferença deste trabalho com os outros dois anteriores. É um disco mais “solto” a nível de composição”, sublinha Júlio Pereira.

Como dissemos, “Praça do Comércio” vai ser publicado em dois formatos: LP e CD/Livro. O vinil — com capa em formato gatefold — foi tornado num objeto de arte, sem texto, apenas contendo as ilustrações originais que Carlos Zíngaro criou para todos os temas do álbum. Do CD faz parte um livro de 112 páginas (em português e inglês), com textos de Rui Vieira Nery, Manuel Morais, João Luís Oliva e Nuno Cristo, contendo ainda um guia de acordes e partituras por João Durão.

Dentro de dias será publicada na SW Portugal uma entrevista de fundo com Júlio Pereira..

Texto | Ana Luísa Delgado

Foto | Raquel Von Kaminaru

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *