A “solitária” relação entre homem e máquina pela Alma d’Arame
2021-05-31
Marionetas em Évora. A BIME está “de pernas para o ar”
2021-05-31
Mostrar tudo

Do fabrico de marionetas ao espetáculo. Tosco é a nova aposta da Setespinhas

Texto Ana Luísa Delgado

A primeira fase compreendeu o processo concepção e fabrico de marionetas e de um palco modular portátil. Numa segunda fase foi selecionado e adaptado o repertório. Do trabalho da associação Setespinhas, com sede em Fronteira, surgiu Tosco, um espectáculo pronto para ser exibido até em locais menos prováveis, como praças, jardins ou em plena natureza.

“A performance dramática como meio educacional, utiliza o entretenimento e o humor para atrair a atenção, reforçando a aprendizagem através da interação entre contextos reais e ficcionais”, lembra Bruno Lino Vassalo, diretor artístico da Setespinhas, segundo o qual o teatro ou performance dramática com marionetas constitui “uma experiência cognitiva, na qual os espectadores podem observar diferentes escolhas, experimentar as consequências emocionais no comportamento dos outros e tomar decisões morais conscientes em relação as situações apresentadas”.

“Tosco possibilitou a experiência da criação do ser frágil e inanimado que é a marioneta, nascida a partir da matéria inerte e que se transforma em pessoa pelos esforços conjuntos do homem, mas também permitiu o desenvolvimento de ensaio do movimento, potenciando a consciência do peso das decisões pessoais e todas as suas repercussões nas dinâmicas da sociedade. Tosco é o estado físico da vida. É onde todas as coisas começam e se permitem a desenvolver”, sublinha.

Intitulado “Tosco – Marionettes Sociais”, o projeto foi co-financiado pela Direção-Geral das Artes, através da linha de apoio de emergência ao setor da cultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *