O advogado de Beja que “matou a sede” à cidade de Lisboa
2021-03-21
A herdeira, o motorista e o marido dela. Ordem Moral chega à RTP
2021-03-27
Mostrar tudo

Exposição “René Lalique e a Idade do Vidro” reabre dia 6 de abril

A exposição “René Lalique e a Idade do Vidro”, no Museu Calouste Gulbenkian, ganha uma semana extra (de 6 a 12 de abril), com o horário ampliado na sexta e sábado (10h- 21h) para permitir um maior número de visitantes. Recorde-se que esta exposição, encerrada prematuramente devido à pandemia, tinha o fecho previsto para dia 1 de fevereiro.

Com esta reabertura, o público tem uma nova oportunidade para poder admirar ao vivo as mais de cem peças do artista, em que se destacam algumas das suas mais belas criações, entre jóias, peças decorativas e objetos de uso quotidiano.

Além das peças do Museu Gulbenkian em vidro, ou com componentes em vidro, esta exposição conta com um conjunto excepcional de obras do Museu Lalique (Wingen-sur-Moder) e de outras oriundas de algumas das mais importantes coleções particulares do mundo. Com curadoria de Luísa Sampaio, a exposição percorre todos os grandes momentos da carreira do artista, desde a fase de produção artesanal como joalheiro no período Arte Nova até à altura em que assumiu o papel de «industrial-criador» e passou a dedicar-se exclusivamente ao vidro. O limite de presenças em simultâneo na sala é de 25 pessoas.

A Coleção do Museu Calouste Gulbenkian pode ser visitada a partir do dia 7 de abril.

O Centro de Arte Moderna permanece encerrado para as obras de remodelação que vão dar corpo ao projeto do arquiteto japonês Kengo Kuma e também do arquiteto libanês Vladimir Djurovic, responsável pela intervenção paisagística na nova área de Jardim que ampliará os espaços verdes da Fundação Gulbenkian.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *