Luís Pardal: “Temos de ultrapassar algumas divergências” (com vídeo)
2021-10-05
PIM promove festival ReUnião. Ponto de encontro para artes e ideias
2021-10-08
Mostrar tudo

Luís Godinho filma documentário sobre Malagueira (com vídeo)

SW Portugal texto Gonçalo Figueiredo e Bruno Lino Vassalo fotografia e vídeo

Chama-se “Malagueira”. É um documentário sobre o “projeto político e urbanístico” desenhado pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira em Évora, assinado pelo jornalista e realizador Luís Godinho. As gravações decorrem até final de outubro. A estreia está prevista para janeiro do próximo ano.

Projeto com implicações políticas e pressupostos ideológicos e éticos, o Bairro da Malagueira surgiu do repto lançado pela Câmara de Évora ao arquitecto Álvaro Siza Vieira no final da década de 70. Localizado nas proximidades do centro histórico da cidade, o bairro, com 1200 habitações, ocupa uma área de 27 hectares. As obras iniciaram-se em 1977 e prolongaram-se durante 20 anos. A estreia do documentário ocorrerá pelas comemorações dos 45 anos do bairro.

Considerado um dos projetos mais emblemáticos de Álvaro Siza Vieira (Prémio Pritzker 1992), a Malagueira é visitada anualmente por centenas de pessoas provenientes de todo o mundo, muitas delas estudantes de arquitectura, ainda que permaneça inacabado. A “cúpula”, por exemplo, um espaço semicoberto que deveria constituir a nova centralidade daquele território, continua por edificar.

“Mais do que contar a história do bairro, que já é conhecida, interessa-me ir ao encontro das pessoas que o habitam. A Malagueira é um espaço verdadeiramente multicultural, como poucos no nosso País”, diz Luís Godinho, acrescentando que o documentário irá incluir entrevistas/testemunhos de pessoas diretamente envolvidas na concepção e execução do projeto, entre as quais os arquitectos Álvaro Siza Vieira e Nuno Ribeiro Lopes (ver vídeo), mas também, “e sobretudo”, quem o habita, “dos primeiros moradores, os chamados pioneiros, a gente que chegou depois, incluindo muitos artistas que nele encontram fonte de inspiração e académicos que o estudam e interpretam”.

“Cada dia passado na Malagueira é um dia de descoberta. De descoberta de novos ângulos que testemunham a essência de um projeto único, quer do ponto de vista arquitetónico como da inclusão social”, acrescenta o realizador.

Produzido pela ALD Produções, o documentário é financiado pelo Ministério da Cultura, através do programa Garantir Cultura, e conta com o apoio da Câmara Municipal de Évora e da Associação de Moradores Malagueira Viva e Vivida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *