Implantação da República. Notícia chegou a Évora pelos empregados do telégrafo
2021-10-05
Luís Godinho filma documentário sobre Malagueira (com vídeo)
2021-10-07
Mostrar tudo

Luís Pardal: “Temos de ultrapassar algumas divergências” (com vídeo)

Ana Luísa Delgado texto | Gonçalo Figueiredo fotografia e vídeo

O presidente eleito da União de Freguesias do Bacelo e Senhora da Saúde, Luís Pardal (PS), admite que a gestão da freguesia nos próximos quatro anos será “complexa”, tendo em conta a dispersão de votos nas últimas autárquicas, mas acrescenta que será a convergência a “fazer a diferença”.

Em declarações à SW Portugal, Luís Pardal diz que as pessoas “querem que resolvamos os problemas” da freguesia. E que isso exige, de todos, uma “mente aberta” que permita “ultrapassar algumas divergências e convergir nos pontos importantes”.

Há quatro anos, os socialistas tinham perdido esta União de Freguesias (a segunda maior do concelho de Évora, com 15.762 eleitores) por escassos 200 votos. Nas últimas autárquicas, inverteram o resultado, tendo obtido 28,03% dos votos e eleito quatro elementos para a Assembleia de Freguesia. A CDU (23,80%) elegeu três, tantos como o PSD (18,48%), sendo que a coligação Nós Cidadãos/RIR (14,14%) conseguiu a eleição de dois representantes e o Chega (6,80) de um.

“São novas formas de governação, temos de as aceitar”, sublinha Luís Pardal, dizendo-se empenhado em envolver as diferentes forças partidárias para “trabalharmos em conjunto”. 

O presidente eleito diz ainda que as prioridades para os próximos quatro anos são as que constam do programa autárquico apresentado pelo PS, embora neste momento decorra um “período de negociação” com os restantes partidos políticos para encontrar uma plataforma de entendimento.

A abertura de um espaço do cidadão, “para que possamos ter serviços de proximidade com as pessoas”, a criação de um posto móvel para “levar os serviços da União de Freguesias aos vários bairros”, a limpeza urbana e o apoio social serão algumas das prioridades do novo executivo, que se propõe criar uma comissão social para dar resposta a “situações dramáticas” de pessoas afetadas pela pandemia de covid-19.

Segundo Luís Pardal, as estradas e caminhos municipais, alguns dos quais “em situação muito degradada”, constituem outra preocupação que a Junta de Freguesia irá sinalizar junto do próximo executivo autárquico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *